Aguarde...
Tribunal Regional do Trabalho - 9ªRegião

Tribunal Regional do Trabalho 9ª Região

Página gerada em: 27/06/2022 12:40:38

Audiência leva a proposta para tentar encerrar a greve do transporte público de Guarapuava

Notícia publicada em 20/06/2022

O Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) apresentou nesta sexta-feira, 17 de junho, proposta de conciliação para solucionar o dissídio coletivo de greve dos trabalhadores do transporte público de Guarapuava. A paralisação dura quatro dias.

O conflito refere-se ao reajuste salarial discutido desde novembro de 2021, mês da data-base da categoria. Os trabalhadores pleiteiam reajuste correspondente ao índice de inflação do período, que foi de 11,8%.

A empresa Transportes Coletivos Pérola do Oeste alega não ter condições econômicas para suportar o reajuste pedido e propôs, em audiência, um aumento de 7%. Destacou que a pretensão dos empregados poderia ser integralmente atendida apenas com um aporte financeiro do Município de Guarapuava.

Na sessão, o representante do Município afirmou que se reunirá, na próxima segunda-feira, com a Secretaria de Finanças da Prefeitura, para confirmar se será possível destinar valores para se alcançar os 11,8% de reajuste dos trabalhadores.

Em conjunto com os envolvidos, foi desenvolvida a seguinte proposta de conciliação:

- a empresa concede o reajuste salarial de 7%, já no próximo salário;

- os trabalhadores, em contrapartida, comprometem-se a suspender a greve e retornar ao trabalho, de preferência ainda neste final de semana;

- na segunda-feira, o Município informa se poderá conceder o aporte financeiro para completar o valor do reajuste salarial;

Ainda integra a proposta a realização de nova audiência no TRT-PR, marcada para quarta-feira, 20 de junho, para nova tentativa de acordo a partir da resposta do Município sobre o aporte financeiro.

A proposta feita em audiência depende, de qualquer forma, da aprovação pelos trabalhadores, que se reunirão neste sábado em assembleia.

Ficou consignado em ata que a suspensão imediata da greve não prejudicará a reinvindicação dos trabalhadores, de reajuste integral e retroativo.

A audiência do dissídio coletivo foi gravada e está disponível no canal do TRT-PR no YouTube.

O sindicato de representa os empregados é SINTRAR (Sindicato Profissional dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Guarapuava).

O número do processo é 0000577-35.2022.5.09.0000

Liminar

Na quarta-feira, 15 de junho, o Desembargador Arion Mazurkevic havia determinado, em decisão liminar, o retorno de 50% dos ônibus nos horários de maior movimento (entre 6h30 e 8h30; 11h30 e 13h30; 17h e 19h) e, nos demais horários, a atuação com um quarto da frota, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00, limitada, inicialmente, ao montante de R$ 50.000,00.