Aguarde...
Tribunal Regional do Trabalho - 9ªRegião

Tribunal Regional do Trabalho 9ª Região

Página gerada em: 30/01/2023 22:13:45

Clubes paranaenses e federação de futebol apoiam campanha de combate ao trabalho infantil

Notícia publicada em 11/06/2015
Campanha contra o trabalho infantil chega aos estádios de Curitiba
Foto em plano geral mostra faixa da campanha contra o trabalho infantil sendo exibida durante o jogo entre Paraná Clube e Luverdense. Em primeiro plano, duas pessoas seguram a faixa com os dizeres Diga não ao trabalho infantil. Lugar de criança é na escola. Ao fundo é possivel ver, parcialmente, a arquibancada do estádio Durival Britto da Silva, ocupada por torcedores.
Estádio Durival Britto e Silva, no jogo entre Paraná Clube e Luverdense
Foto em plano geral mostra faixa da campanha contra o trabalho infantil sendo exibida durante o jogo entre Atlético Paranaense e Vasco da Gama. Em primeiro plano, três pessoas conduzem a faixa com os dizeres Diga não ao trabalho infantil. Lugar de Criança é na escola. Ao fundo é possível ver parte da arquibancada do estádio Arena da Baixada, ocupada por torcedores, além de um telão
Estádio Arena da Baixada, durante partida entre Atlético-PR e Vasco

"Lugar de criança é na escola. Diga não ao trabalho infantil". A campanha contra o trabalho infantil promovida pela Justiça do Trabalho chegou nesta semana aos estádios paranaenses, com participação da Federação Paranaense de Futebol e dos três clubes da capital: Atlético, Paraná Clube e Coritiba.

No último sábado, o Clube Atlético Paranaense exibiu a campanha nas redes sociais e com uma faixa antes do jogo contra o Vasco da Gama. Nesta terça-feira, foi a vez do Paraná Clube abrir espaço para o alerta de que três milhões de crianças no País têm a infância sacrificada pelo trabalho precoce. Além da exibição da faixa da campanha, os jogadores entraram em campo vestindo camisetas alusivas ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil (assista AQUI).

Valeu a força positiva, já que os dois times paranaenses ganharam os jogos contra seus adversários.

A próxima ação da campanha ocorrerá no jogo entre Coritiba e Flamengo, no sábado, às 16h30, no estádio Couto Pereira. O maior craque brasileiro da atualidade, Neymar, também postou nas redes sociais uma mensagem de apoio à erradicação do trabalho infantil no País. O vídeo teve mais de 1,3 milhão de visualizações via Facebook (assista AQUI).

A legislação brasileira proíbe o trabalho infantil e permite apenas o exercício de atividades remuneradas na condição de aprendiz, na faixa etária entre 14 e 16 anos. Em 2013 existiam 3,2 milhões de crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos, em situação de trabalho infantil no País, de acordo com a Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (PNAD) do IBGE. Apesar de uma redução de 9% em comparação com o ano anterior, o número é considerado alto diante do compromisso do governo brasileiro de erradicar o trabalho infantil.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, em 2014, no Paraná, ainda havia 138.546 crianças e adolescentes com idades de cinco a 17 anos trabalhando - já excluídos do levantamento os adolescentes aprendizes.

A DATA

O Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, comemorado em 12 de junho, foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2002, data da apresentação do primeiro relatório global sobre o trabalho infantil na Conferência Anual do Trabalho. No Brasil, a Lei nº 11.542/2007 institui o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil
.

Captura de tela de página do Facebook do Clube Atlético Paranaense mostra post com campanha contra o trabalho infantil, com os dizeres Diga não ao trabalho infantil. Lugar de criança é na escola.

Página do Atlético-PR no Facebook destacou parceria

Captura de tela de página do Facebook do jogador Neymar mostra post com vídeo produzido em alusão ao dia mundial contra o trabalho infantil

O jogador Neymar também deu destaque à campanha em sua página no FB

Notícia publicada em 10/06/2015
Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7309
ascom@trt9.jus.br