Aguarde...
Tribunal Regional do Trabalho - 9ªRegião

Tribunal Regional do Trabalho 9ª Região

Página gerada em: 25/02/2021 22:07:44

Correições Ordinárias Realizadas em 2020 e 2021

- dia 24 de fevereiro de 2021, na Vara do Trabalho de Wenceslau Braz e Posto Avançado da Justiça do Trabalho de Ibaiti

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,76%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,83%); do total de processos solucionados no ano de 2020, 78,65% foram por conciliação, o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a excelente atuação da servidora Joine Ribeiro Maia na pré-conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 55,56% do ano de 2019 para 2020 (Meta 7 do CNJ); o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 28,57%, passando de 154 dias em 2018 para 110 dias em 2020 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 23 de fevereiro de 2021, na Vara do Trabalho de Jaguariaíva 

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 110,31%; cumpre destacar a prestatividade do servidor Anderson Peixoto de Souza ao auxiliar a Corregedoria com o Projeto Garimpo; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 133,33% do ano de 2019 para 2020 (Meta 7 do CNJ).

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 11 de fevereiro de 2021, na Vara do Trabalho de Telêmaco Borba 

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 109,13%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,83%); do total de processos solucionados, no ano de 2020, 57,98% foram por conciliação, o que demonstra o empenho da Magistrada em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação do servidor Wesley Leal na pré-conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 37,50% do ano de 2019 para 2020; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 17,05%, passando de 170 dias em 2018 para 141 dias em 2020 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 12,95% (passando de 55,1% para 62,3%) a da Vara do Trabalho de Telêmaco Borba cresceu apenas 2,67% (passando de 59,6% para 61,1%), ou seja, 79,15% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 29.01.2020, atualizado até 31.12.2020.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 10 de fevereiro de 2021, na Vara do Trabalho de Jacarezinho 

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 9,53%, passando de 4.346 para 3.932; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 109,20%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (82,59%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,83%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 119,97%, superior ao do primeiro grau do TRT (97,94%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 25,71% do ano de 2019 para 2020; verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade reduziu 4,76% (passando de 65,23% para 62,12%), enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 12,95% (passando de 55,1% para 62,3%), conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 29.01.2020, atualizado até 31.12.2020; a Unidade será contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 75 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 9 de fevereiro de 2021, na Vara do Trabalho de Santo Antônio da Platina 

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 13,78%, passando de 1.742 para 1.502 em 2020; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 109,09%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,83%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 103,77%, superior ao do primeiro grau do TRT (97,94%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 56,25% do ano de 2019 para 2020; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 16,16%, passando de 167 dias em 2018 para 140 dias em 2020 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 12,95% (passando de 55,1% para 62,3%) a da Vara do Trabalho de Santo Antonio da Platina cresceu apenas 8,39% (passando de 44,6% para 50,5%), ou seja, 35,91% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 29.01.2020, atualizado até 31.12.2020; e, conforme dados prévios (ainda não oficiais), a Unidade será contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 95 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 4 de fevereiro de 2021, na 7ª Vara do Trabalho de Curitiba 

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 2,48%, passando de 5.844 para 5.699 em 2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 118,28%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (83,45%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 103,01%; a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos à execução) foi atingida no percentual de 114,67%, superior ao do primeiro grau do TRT (88,89%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 52,68% do ano de 2019 para 2020; verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 12,95% (passando de 55,1% para 62,3%) a da 7a Vara do Trabalho de Curitiba cresceu apenas 5,45% (passando de 52,8% para 56,5%), ou seja, 57,9% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 29.01.2020, atualizado até 31.12.2020.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 3 de fevereiro de 2021, na 5ª Vara do Trabalho de Curitiba 

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 2,52%, passando de 5,872 para 5.724 em 2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 101,65%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (83,45%); e a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 23,29% do ano de 2019 para 2020.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 2 de fevereiro de 2021, na 11ª Vara do Trabalho de Curitiba 

A Corregedora Regional registrou que: a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 35,83% do ano de 2019 para 2020; verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade reduziu 2,57% (passando de 55,7% para 54,2%), enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 12,95% (passando de 55,1% para 62,3%), conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 29.01.2020, atualizado até 31.12.2020.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 1º de fevereiro de 2021, na 10ª Vara do Trabalho de Curitiba 

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 2,11%, passando de 7.388 para 7.232 em 2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 126,29%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (83,45%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 35,27% do ano de 2019 para 2020; e, verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 12,95% (passando de 55,1% para 62,3%) a da 10a Vara do Trabalho de Curitiba cresceu apenas 0,22% (passando de 67,7% para 67,8%), ou seja, 98,3% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 29.01.2020, atualizado até 31.12.2020.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 28 de janeiro de 2021, na 1ª Vara do Trabalho de Toledo 

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 109,32%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,80%); do total de processos solucionados em 2020, 59,30% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação da Oficiala de Justiça aposentada, Maria Olga Sabec Zanutto, que presta trabalho voluntário auxiliando na tentativas conciliatórias; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 12,42%, passando de 161 dias em 2018 para 141 dias em 2020 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 27 de janeiro de 2021, na 2ª Vara do Trabalho de Toledo 

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,12%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,80%); do total de processos solucionados em 2020, 63,18% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação do servidor Jefferson Yukio Shimizu na pré-conciliação;e o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 18,51%, passando de 189 dias em 2018 para 154 dias em 2020 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 26 de janeiro de 2021, no Posto Avançado da Justiça do Trabalho de Palotina

A Corregedora Regional a Corregedora Regional recebeu os presidentes das subseções da OAB de Iporã e Palotina, os advogados Luiz Guilherme de Souza Lima (OAB/PR nº 30.807) e Evandro Mauro Vieira de Moraes (OAB/PR nº 38.583), respectivamente, para tratar da alteração de jurisdição sobre a cidade de São Jorge do Patrocínio.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 25 de janeiro de 2021, na Vara do Trabalho de Assis Chateaubriand 

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 12,16%, passando de 1.472 para 1.293 em 2020; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,69%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,80%); do total de processos solucionados em 2020, 61,62% foram por conciliação o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 109,36%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (88,89%); o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 29,57%, passando de 142 dias em 2018 para 100 dias em 2020 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); conforme dados prévios (ainda não oficiais), a Unidade será contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 76 dos 100 pontos possíveis; e a Vara do Trabalho de Assis Chateaubriand participou do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, no período de 07.04.2020 a 31.07.2020, prestando auxílio a outra Vara do Trabalho, visando à melhoria dos índices de produtividade da Unidade. 

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 22 de janeiro de 2021, na Vara do Trabalho de Marechal Cândido Rondon

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2019 reduziu em 3,30%, passando de 1.938 para 1.874 em 2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 100,94%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (83,45%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,97%, superior ao do primeiro grau do TRT (110,08%); do total de processos solucionados no ano de 2020, 76,13% foram por conciliação, o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação do servidor João Vianei Werlang, assistente de Diretor de Secretaria, na pré-conciliação; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 112,01%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (88,89%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 25% do ano de 2019 para 2020; conforme dados prévios (ainda não oficiais), a Unidade será contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 82 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


CORREIÇÕES ORDINÁRIAS REALIZADAS NO ANO DE 2020


- dia 17 de dezembro de 2020, na 4ª Vara do Trabalho de Ponta Grossa

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 19,45%, passando de 2.561 para 2.063 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 103,79%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 132,17%, patamar consideravelmente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 76% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 41,66%, passando de 228 dias em 2017 para 133 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade participou do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 98 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 16 de dezembro de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Ponta Grossa

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 15,15%, passando de 2.601 para 2.207 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 1653 processos em 28.11.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 102,29%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,51%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 219,55%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 53,84% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 57,05%, passando de 163 dias em 2017 para 70 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a 3ª Vara do Trabalho de Ponta Grossa tem a menor taxa geral de congestionamento (37,2%) e a menor taxa de congestionamento da execução (43,8%) do Regional, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento, atualizado em 05.12.2020, com dados de 04.12.2020; e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 94 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 15 de dezembro de 2020, na 17ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,46%, passando de 7.833 para 7.484 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 125,82%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); e a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 24% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 15 de dezembro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Ponta Grossa

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 12,05%, passando de 4.474 para 3.935 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.497 processos em 28.11.2020; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,86%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 134,70%, patamar consideravelmente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 19,04% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 15,5%, passando de 200 dias em 2017 para 169 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 77 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 14 de dezembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Ponta Grossa

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 19,70%, passando de 3.370 para 2.706 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 2.562 processos em 28.11.2020; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 106,65%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 23,07% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 27,85%, passando de 140 dias em 2017 para 101 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); destaca-se que da análise por amostragem dos processos em que houve determinação de liberação de valores, constatou-se que o prazo médio entre a data da determinação da expedição da guia e a data da liberação dos valores aos credores foi de 2,6 dias corridos; e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 93 dos 100 pontos possíveis. 

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 10 de dezembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Apucarana

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,65%, passando de 4.324 para 3.993 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.535 processos em 21.11.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 101,03%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,24%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 129,98%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 62,5% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 40,35%, passando de 171 dias em 2017 para 102 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019, a taxa de congestionamento geral da unidade reduziu 4,11% (passando de 68,98% para 66,161%), enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 13,03% (passando de 55,14% para 62,33%), conforme dados extraídos do painel de metas/selo de excelência nada data de 28.11.2020, atualizado até 27.11.2020; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 75 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 9 de dezembro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Apucarana

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,02%, passando de 2.989 para 2.809 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 2.692 processos em 21.11.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 108,85%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,52%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 103,22%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 55,55% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 26,88%, passando de 212 dias em 2017 para 155 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 13,03% (passando de 55,14% para 62,33%) a da 2a Vara do Trabalho de Apucarana cresceu apenas 5,79% (passando de 56,09% para 59,33%), ou seja, 55,56% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 28.11.2020, atualizado até 27.11.2020; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 76 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 8 de dezembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Cornélio Procópio

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 9,47%, passando de 3.887 para 3.519 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.171 processos em 21.11.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 138,22%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,99%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 159,25%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 78,12% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 7,71%, passando de 285 dias em 2017 para 263 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 7 de dezembro de 2020, na 8ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 5,43%, passando de 3.611 para 3.415 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 123,65%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,16%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 69,23% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 35,51%, passando de 290 dias em 2017 para 187 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 77 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 498,55 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 4 de dezembro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 17,95%, passando de 4.601 para 3.775 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 123,06%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,05%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 57,14% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 17,48%, passando de 286 dias em 2017 para 236 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 82 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 443,91 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 3 de dezembro de 2020, na Vara do Trabalho de Rolândia

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 9,74%, passando de 5.511 para 4.974 em 2019;  a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 121,84%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,51%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 56.87% foram por conciliação, e no ano de 2020, em 03.12.2020, este percentual era de 66,47%, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 103,99%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 36,95% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 17,11%, passando de 298 dias em 2017 para 247 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 92 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 465,93 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 2 de dezembro de 2020, na Vara do Trabalho de Arapongas

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 115,85%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,79%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 52,08% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 23,73%, passando de 257 dias em 2017 para 196 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 444,26 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.  

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 1º de dezembro de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 8,85%, passando de 4.397 para 4.008 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.960 processos em 14.11.2020;  a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 118,54%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,27%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 119,22%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 52,63% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 88 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.  

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 27 de novembro de 2020, no Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas de São José dos Pinhais - CEJUSC-JT- SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

A Corregedora Regional enfatizou que se cumpram as determinações da Ata de Correição, bem como sejam seguidas as orientações técnicas transmitidas pela equipe da Corregedoria; e os parabenizou pelos excelentes trabalhos desenvolvidos na busca das soluções pela via conciliatória.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 27 de novembro de 2020, na Coordenadoria da Direção do Fórum Trabalhista de Curitiba, na Coordenadoria de Apoio às Varas de Curitiba e no Núcleo da Central de Mandados

A Corregedora Regional enfatizou que se cumpram as determinações das Atas de Correição, bem como sejam seguidas as orientações técnicas transmitidas pela equipe da Corregedoria; e os parabenizou pelos excelentes trabalhos desenvolvidos.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 24 de novembro de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Foz do Iguaçu

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,33%, passando de 4.598 para 4.399 em 2019; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,84%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 40% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 7,88%, passando de 203 dias em 2017 para 187 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 452,84 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 23 de novembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Foz do Iguaçu

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 5,50%, passando de 4.821 para 4.556 em 2019;  a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 121,42%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,05%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 107,93%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 63,41% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 81 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 439,54 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 20 de novembro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Foz do Iguaçu

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 9,70%, passando de 5.012 para 4.526 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 112,74%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,52%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 40,54% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 70 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 435,53 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 19 de novembro de 2020, na 4ª Vara do Trabalho de Cascavel

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 105,19%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,17%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 50,38% foram por conciliação, e no ano de 2020, este percentual era de 58,68% até 01.11.2020, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 47,05% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 31,57%, passando de 190 dias em 2017 para 130 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 81 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 18 de novembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Cascavel

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 1,60%, passando de 2.946 para 2.899 em 2019;  a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 107,78%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,55%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 53,72% foram por conciliação, e no ano de 2020, até 01.11.2020, o percentual é de 54,39%, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 6,66% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 11,11% passando de 171 dias em 2017 para 152 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 89 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 17 de novembro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Cascavel

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,20%, passando de 3.696 para 3.467 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.335 processos em 01.11.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 124,96%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,82%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 52,89% foram por conciliação, e até 01.11.2020, este percentual era de 50,11%, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 56,86% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 19,85%, passando de 277 dias em 2017 para 222 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 75 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 503,56 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 16 de novembro de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Cascavel

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,71%, passando de 3.452 para 3.186 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.095 processos em 01.11.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 113,79%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,23%; do total de processos solucionados em 2019, 55,33% foram por conciliação, e no ano de 2019, este percentual é de 56,13% até 01.11.2020, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 77,27% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 29,62%, passando de 216 dias em 2017 para 152 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 89 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 13 de novembro de 2020, na 4ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 16,12%, passando de 5.037 para 4.225 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.933 processos em 25.10.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 104,69%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,26%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 138,82%, patamar consideravelmente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 46,15% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 21,17%, passando de 170 dias em 2017 para 134 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 14,98% (passando de 55,1% para 63,4%) a da 4ª Vara do Trabalho de Londrina cresceu apenas 6,43% (passando de 51,3% para 54,6%), ou seja, 57,07% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 13.11.2020, atualizado até 12.11.2020; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 92 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 12 de novembro de 2020, na Vara do Trabalho de Bandeirantes

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 12,75%, passando de 1.804 para 1.574 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 1.365 processos em 25.10.2020; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 67,46%% foram por conciliação; e em 2020, este percentual é de 69,20%, até o dia 25.10.2020, o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação da servidora Lilian Harumi Kondo na pré-conciliação; a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 119,81%; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 35,05%, passando de 97 dias em 2017 para 63 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 13,22% (passando de 55,1% para 63,5%) a da Vara do Trabalho de Bandeirantes cresceu apenas 3% (passando de 53% para 54,6%), ou seja, 77,3% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 12.11.2020, atualizado até 11.11.2020; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 87 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 11 de novembro de 2020, na 2ª

- dia 7 de dezembro de 2020, na 8ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 5,43%, passando de 3.611 para 3.415 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 123,65%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,16%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 69,23% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 35,51%, passando de 290 dias em 2017 para 187 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 77 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 498,55 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,27%, passando de 3.638 para 3.410 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.244 processos em 13.10.2020; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 25% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 35,21%, passando de 213 dias em 2017 para 138 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); Verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 15,97% (passando de 55,1% para 63,9%) a da 2ª Vara do Trabalho de Cornélio Procópio cresceu apenas 3,4% (passando de 69,4% para 71,9%), ou seja, 78,7% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 11.11.2020, atualizado até 08.11.2020.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 10 de novembro de 2020, na 7ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 8,47%, passando de 2.785 para 2.549 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 116,65%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 104,35%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 53,33% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 31,02%, passando de 245 dias em 2017 para 169 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 93 dos 100 pontos possíveis; e da leitura do painel da taxa de congestionamento, na data de 30.10.2020, observa-se que a Unidade possui a menor taxa de congestionamento geral do Fórum Trabalhista de Londrina e a segunda menor do Regional (46,5%).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 9 de novembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 114,35%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,48%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 117,58%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 64,10% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 18,01%, passando de 222 dias em 2017 para 182 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 89 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 6 de novembro de 2020, na 5ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 16,70% passando de 4.975 para 4.144 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 135,18%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,46%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 63,63% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 19,93%, passando de 286 dias em 2017 para 229 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade participa do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 85 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 505,82 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 5 de novembro de 2020, na Vara do Trabalho de Cambé

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,51%, passando de 5.118 para 4.887 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 107,94%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,10%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 67,44% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 27,61%, passando de 239 dias em 2017 para 173 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 16,14% (passando de 55,1% para 64,04%) a da Vara do Trabalho de Cambé cresceu apenas 5,52% (passando de 65,5% para 69,17%), ou seja, 65,8% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento nada data de 05.11.2020, atualizado até 04.11.2020; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 462,6 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 4 de novembro de 2020, na Vara do Trabalho de Porecatu

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 17,25%, passando de 5.083 para 4.206 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2020, passando para 4.105 processos em 26.10.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 111,51%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,62%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 109,27%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 87,5% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 85 dos 100 pontos possíveis; a Unidade participou do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 400,06 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 3 de novembro de 2020, na 6ª Vara do Trabalho de Londrina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 1,54%, passando de 4.865 para 4.790 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 126,36%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,41%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 57,14% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 9,12%, passando de 263 dias em 2017 para 239 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 462,18 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 29 de outubro de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Paranaguá

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 103,30%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 100,30%; e a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 113%.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 28 de outubro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Paranaguá

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 8,41%, passando de 5.290 para 4.845 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 114,89; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,68%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 137,64%, patamar consideravelmente superior ao estabelecido; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 74 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 27 de outubro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Paranaguá

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 16,32%, passando de 5.202 para 4.353 em 2019 e, até 12.10.2020, era de 4.345; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 106,66%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,66%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 131,73%, patamar significativamente  superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 57,57% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 83 dos 100 pontos possíveis; e a Unidade participará do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 23 de outubro de 2020, na 5ª Vara do Trabalho de Maringá

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 15,24%, passando de 4.914 para 4.165 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 145,22%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,57%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 40,78% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 74 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 22 de outubro de 2020, na 4ª Vara do Trabalho de Maringá

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,53%, passando de 4.831 para 4.612 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 115,31%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,29%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 117,30%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 31,38% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 14,63%, passando de 287 dias em 2017 para 245 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 86 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 498,49 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 21 de outubro de 2020, na Vara do Trabalho de Nova Esperança

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,87%, passando de 3.451 para 3.283 em 2019; A Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 104,78%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 106,37%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 50% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 65,94%, passando de 276 dias em 2017 para 94 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 98 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 20 de outubro de 2020, na Vara do Trabalho de Paranavaí

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 107,47%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,22%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 60,71% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 58,18% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 21,64%, passando de 291 dias em 2017 para 228 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade participa do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, recebendo auxílio de servidores de outras Varas do Trabalho, visando à melhoria dos seus índices de produtividade.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 19 de outubro de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Maringá

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 118,59%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 104,87%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 28,68% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 79 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 453,52 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 16 de outubro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Maringá

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 8,17%, passando de 5.643 para 5.182 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 123,05%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 104,99%; do total de processos solucionados, 48,33% foram por conciliação; o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação do servidor Haroldo Kihara na pré-conciliação; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 150.97%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 23,40% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 17,04%, passando de 352 dias em 2017 para 292 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 85 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 464,72 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, as magistradas e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 15 de outubro de 2020, na Vara do Trabalho de Cianorte

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 10,98% passando de 545 para 4.936 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 112,23%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,91%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 55,51% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 54,54% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 26,63%, passando de 244 dias em 2017 para 179 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 14 de outubro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Maringá

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,05%, passando de 4.613 para 4.426 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 4.364 processos em 04.10.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 103,46%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,18%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 41,48% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 13,37%, passando de 187 dias em 2017 para 162 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 14,2% (passando de 55,1% para 62,9%) a da 1ª Vara do Trabalho de Maringá cresceu apenas 1,48% (passando de 53,8% para 54,6%), ou seja, 89,5% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento na data de 14.10.2020; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 76 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 9 de outubro de 2020, na Vara do Trabalho de Ivaiporã

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,80%, passando de 4.001 para 3.689 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 112,80%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,58%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados até 27.09.2020, 57,50% foram por conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 89,47% do ano de 2018 para 2019; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 333,77 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 8 de outubro de 2020, na Vara do Trabalho de Campo Mourão

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 2,44%, passando de 7.907 para 7.714 em 2019 e até 27.09.2020, para 7.683 processos; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 121,66%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,89%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 72,82% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 16,41%, passando de 268 dias em 2017 para 224 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 429,17 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias); a Unidade participa do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, recebendo auxílio de servidores de outras Varas do Trabalho, visando à melhoria dos seus índices de produtividade.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 7 de outubro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Umuarama

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 14,87%, passando de 3.470 para 2.954 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 110,01%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 61,51% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 103,02%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 88,88% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 51%, passando de 200 dias em 2017 para 98 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade participa do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada; e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 100 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 6 de outubro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Umuarama

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 3,05%, passando de 4.652 para 4.510 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 125,53%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,18%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 53,84% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 63,33% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 13,5%, passando de 243 dias em 2017 para 210 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 472,54 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias). 

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 5 de outubro de 2020, no e no Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas de Umuarama - CEJUSC-JT- UMUARAMA

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 2 de outubro de 2020, na Coordenadoria de Conciliação e de Apoio Permanente à Execução de Curitiba - COCAPE e no Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas - CEJUSC

A Corregedora Regional enfatizou que se cumpram as determinações da Ata de Correição, bem como sejam seguidas as orientações técnicas transmitidas pela equipe da Corregedoria; e os parabenizou pelos excelentes trabalhos desenvolvidos na busca das soluções pela via conciliatória.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 25 de setembro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Toledo

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 14,95%, passando de 2.448 para 2.082 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 102,91%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,51%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 60,43% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação da Oficiala de Justiça aposentada Maria Olga Sabec Zanutto, que presta serviço voluntário auxiliando na pré-conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 88% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 31,67%, passando de 161 dias em 2017 para 110 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); o Juiz Substituto Sidnei Claudio Bueno obteve ótima produção no Regional, solucionando na fase de conhecimento 6,15 processos por dia útil trabalhado; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 95 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 484.89 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 24 de setembro de 2020, na Vara do Trabalho de Marechal Cândido Rondon

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 11,14%, passando de 2.181 para 1.938 em 2019 e, até 12.09.2020, para 1.910; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 107,60%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 50% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 19,60%, passando de 82 dias em 2017 para 100 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 95 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 23 de setembro de 2020, na Vara do Trabalho de Assis Chateaubriand e no Posto Avançado da Justiça do Trabalho de Palotina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 24,82%, passando de 1.958 para 1.472 em 2019 e, até 12.09.2020, para 1.381; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 114,45%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 56,79% foram por conciliação e, até 12.09.2020, o percentual era de 62,46%, o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 122,28%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 100% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 23,23%, passando de 142 dias em 2017 para 109 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); as guias de retirada e alvarás da Unidades, confeccionados nos últimos 30 (trinta) dias, foram expedidas no prazo médio de 2 (dois) dias, considerando-se a data do despacho e da expedição do documento; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 100 dos 100 pontos possíveis; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 480,67 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias); e a Unidade participou do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 22 de setembro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Toledo

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,23%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 59,24% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação do servidor Jefferson Y. Shimizu, técnico judiciário, assistente de sala de audiências, na pré-conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 68,42% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 17,98%, passando de 189 dias em 2017 para 155 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); o Juiz Substituto Sidnei Claudio Bueno obteve ótima produção no Regional, solucionando na fase de conhecimento, 6,15 processos por dia útil trabalhado; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 77 dos 100 pontos possíveis; e conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tinham prazo médio de 452,87 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 04 de setembro de 2020, na Vara do Trabalho de Castro

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 3,48%, passando de 2.126 para 2.052 em 2019 e até 19.08.2020 para 1.897; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,36%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 131,96%, patamar consideravelmente superior ao estabelecido; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 2%, passando de 169 dias em 2017 para 165 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 03 de setembro de 2020, na Vara do Trabalho de Jaguariaíva

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,19%, passando de 2.132 para 2.000 em 2019 e, até 19.08.2020, para 1.962; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,33%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 51,54% foram por conciliação, o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 119,23%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 66,66% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 10,14%, passando de 138 dias em 2017 para 124 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 80 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 02 de setembro de 2020, na Vara do Trabalho de Telêmaco Borba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,33%, passando de 3.398 para 3.149 em 2019; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,55%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados até 19.08.2020, 58,45% foram por conciliação,o que demonstra o empenho da Magistrada em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 36,36% do ano de 2018 para 2019; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 368,29 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 27 de agosto de 2020, na Vara do Trabalho de Wenceslau Braz e no Posto Avançado da Justiça do Trabalho de Ibaiti

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 9,46%, passando de1.849 para 1.674 em 2019; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 76,44% foram por conciliação, e no ano de 2020, o índice é de 83,49%, o que demonstra o empenho do Juiz Titular em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 107,07%; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 33,11%, passando de 154 dias em 2017 para 103 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 87 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 26 de agosto de 2020, na Vara do Trabalho de Jacarezinho

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 3,61%, passando de 4.509 para 4.346 em 2019 e, até 15.08.2020 era de 4.076 processos; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 117,74%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,08%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 149,10%, patamar significativamente  superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 32% do ano de 2018 para 2019; conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade têm prazo médio de 368,98 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias); e verifica-se no painel de Metas/Selo de Excelência em 21.08.2020, com dados de 19.08.2020, que comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade reduziu 6,88% (passando de 65,23% para 60,74%), enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 9,96% (passando de 55,14% para 60,64%), ou seja, o desempenho da Vara do Trabalho de Jacarezinho em 2020 é 17,98% maior do que a média do Regional.

Diante das constatações acima, que demonstram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 25 de agosto de 2020, na Vara do Trabalho de Santo Antônio da Platina

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 9,37%, passando de1.922 para 1.742 em 2019 e até 15.08.2020, para 1.557 processos; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 106,47%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,47%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 60,86% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 115,15%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 20% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 10,77%, passando de 167 dias em 2017 para 149 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 98 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 16 de julho de 2020, na 5ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 8,17%, passando de 3.232 para 2.968 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 2.946 processos em 05.07.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 147,65%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 100,30%; do total de processos solucionados em 2019, 50,26% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 102,66%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 42,85% do ano de 2018 para 2019; e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 82 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 15 de julho de 2020, na 4ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 16,55%, passando de 4.042 para 3.373 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.269 processos em 05.07.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 185,78%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,63%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 76,66% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 8,04%, passando de 398 dias em 2017 para 366 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 70 dos 100 pontos possíveis; a Unidade participa do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada; da leitura do painel da taxa de congestionamento, na data de hoje, observa-se que a Unidade possui a menor taxa de congestionamento geral da fase de conhecimento do Fórum Trabalhista de São José dos Pinhais (57,2% e 35,2% respectivamente).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 14 de julho de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,91%, passando de 3.460 para 3.221 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.136 processos em 05.07.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 129,25%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,72%; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 100,47%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 47,61% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 19,94%, passando de 361 dias em 2017 para 289 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 85 dos 100 pontos possíveis; da leitura do painel da taxa de congestionamento, na data de hoje, observa-se que a Unidade possui a menor taxa de congestionamento das fases de liquidação e execução do Fórum Trabalhista de São José dos Pinhais (21,5% e 71,8%, respectivamente).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 13 de julho de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 13,53%, passando de 5.174 para 4.474 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 158,08%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 100,97%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 5,55% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 6,07%, passando de 428 dias em 2017 para 402 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade participa do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 447,06 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 09 de julho de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais

A Corregedora Regional registrou que: "o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 8,82%, passando de 4.932 para 4.497 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 4.400 processos em 27.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 132,50%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,54%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 75% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 46,23%, passando de 452 dias em 2017 para 243 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 427,17 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acesssar a foto da correição.


- dia 08 de julho de 2020, na 4ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: "o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 15,13%, passando de 6.928 para 5.880 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 154,22%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,16%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 72,72% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 14,02%, passando de 385 dias em 2017 para 331 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 77 dos 100 pontos possíveis.

Conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 392,5 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

A Unidade participa do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 07 de julho de 2020, na 15ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: "o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 19,21%, passando de 5.186 para 4.190 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 147,04%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 103,20%; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 102,40%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 51,53% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 5,02%, passando de 398 dias em 2017 para 378 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 73 dos 100 pontos possíveis.

Conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 394,4 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, as magistradas e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 06 de julho de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: "o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 13,13%, passando de 6.834 para 5.937 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 5.897 processos em 27.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 122,99%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,60%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 103,73%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 66,47% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 42,99%, passando de 331 dias em 2017 para 191 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 87 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados."

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 02 de julho de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: "o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 13,41%, passando de 4.993 para 4.616 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 129,58%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,53%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 103,22%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 75,11% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 7,57%, passando de 264 dias em 2017 para 244 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 84 dos 100 pontos possíveis."

Conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 441,37 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 1º de julho de 2020, na 23ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: "o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,65%, passando de 4.944 para 4.286 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 156,65%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 102,64%; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 100,14%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 48,97% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 73 dos 100 pontos possíveis.

Conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 365,1 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 30 de junho de 2020, na 9ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: " a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 134,25%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 102,87; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 119,74%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 49,46% do ano de 2018 para 2019; verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019, a taxa de congestionamento geral da unidade reduziu 7,30% (passando de 70,34% para 65,21%), enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 5,19% (passando de 55,1% para 58,00%), conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento nada data de 30.06.2020, atualizado até 28.06.2020; e, conforme indicado no Ofício Circular SECG/CGJT nº 37/2020, de 17.06.2020, os processos de execução ativos na Unidade tem prazo médio de 390,89 dias, abaixo da média do Regional (510,2 dias).

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 29 de junho de 2020, na 18ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 23,45%, passando de 8.286 para 6.343 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 6.252 processos em 20.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 210,08%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 101,83%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 48,73% do ano de 2018 para 2019 e a  Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 70 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da correição.


- dia 26 de junho de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Colombo

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 3,73%, passando de 3.221 para 3.101 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 3.027 processos em 13.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 142,71%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,83%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%) e a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 38,46% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da correição.


-  dia 25 de junho de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Colombo

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 11,56%, passando de 3.130 para 2.719 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 115,03%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,11%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 171,93%, patamar significativamente superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 69,23% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 37,33%, pasando de 225 dias em 2017 para 141 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 92 dos 100 pontos possíveis e, por fim, a Unidade participa do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


-  dia 24 de junho de 2020, na 14ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 10,68%, passando de 5.527 para 5.441 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 5.383 processos em 13.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 149,86%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 104,53%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 72,23% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 4%, passando de 342 dias em 2017 para 328 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau) e que a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 75 dos 100 pontos possíveis.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


-  dia 23 de junho de 2020, na 13ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 9,57%, passando de 6.066 para 5.793 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 5.622 processos em 13.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 142,54%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,82%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%) e a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 55,14% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 22 de junho de 2020, na 12ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 15,81%, passando de 6.206 para 5.225 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 157,27%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 102% e quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 56,46% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 19 de junho de 2020, na 19ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 103,69%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,73%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 38,03% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 0,36%, passando de 276 dias em 2017 para 275 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau).

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 18 de junho de 2020, na 8ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 128.75%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 101,40%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 32,08% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 17 de junho de 2020, na 22ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 2,53%, passando de 4.706 para 4.585 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 143,59%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 38,94% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 16 de junho de 2020, na 3ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,75%, passando de 7.579 para 6.772 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 168,12%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 34,61% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 15 de junho de 2020, na Vara do Trabalho de Pinhais

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 13,95%, passando de 6.240 para 5.574 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais, passando para 5.418 processos em 06.06.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 135,74%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,21%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 23,63% do ano de 2018 para 2019; verifica-se que, comparativamente ao ano de 2019 a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do 1º grau aumentou 7,26% (passando de 55,1% para 59,1%) a da Vara do Trabalho de Pinhais cresceu apenas 2,36% (passando de 63,5% para 65,0%), ou seja, 67,5% a menos que a taxa do 1º grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento nada data de 12.06.2020, atualizado até 10.06.2020; a Vara do Trabalho participa do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, recebendo auxílio de servidores de outras Varas do Trabalho, visando à melhoria dos seus índices de produtividade e consequente redução da taxa de congestionamento

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 10 de junho de 2020, no Posto Avançado da Justiça do Trabalho de Campo Largo

A Corregedora Regional registrou que: da análise dos dados registrados na presente ata, destaca-se que o Exmo. Juiz Substituto Marlos Augusto Melek obteve excelente produção, solucionando no Posto Avançado, na fase de conhecimento, 9,76 processos por dia útil trabalhado. As considerações lançadas nas atas da 1ª e 2ª Varas do Trabalho de Araucária são extensivas aos servidores e juizes do Posto Avançado da Justiça do Trabalho de Campo Largo. 

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 9 de junho de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Araucária

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,20%, passando de 6.641 para 6.229 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 147,77%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 105,97%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 31,25% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 12,25%, passando de 351 dias em 2018 para 308 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade tem expedido as guias de retirada em alvarás no prazo médio de 3,7 dias, o que é digno de destaque.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 8 de junho de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Araucária

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos de finalização em 2018 reduziu em 7,41%, passando de 6.211 para 5.751 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 134,93%, percentual consideravelmente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 106,61%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná, reduziu em 58,82% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 23%, passando de 355 dias em 2017 para 273 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 75 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 5 de junho de 2020, na 20ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 10,70%, passando de 6.276 para 5.671 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2020, passando para 5.616 processos em 25.05.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 162,17%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 102,91%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 50,6% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 4 de junho de 2020, na 6ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,85%, passando de 7.798 para 7.645 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 7.579 processos em 25.05.2020.; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 144,75%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 101,46%; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 100,40%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 45% do ano de 2018 para 2019; comparativamente ao ano de 2019, a taxa de congestionamento geral da unidade aumentou, contudo, enquanto a taxa de congestionamento do primeiro grau aumentou 8,17% (passando de 55,1% para 59,6%) a da 6a Vara do Trabalho de Curitiba cresceu apenas 4,13% (passando de 67,8% para 70,6%), ou seja, 50,57% menor do que a taxa do primeiro grau, conforme dados extraídos do painel da taxa de congestionamento nesta data; a Unidade participa do Projeto D.A.V.I. da Corregedoria, recebendo auxílio de servidores de outras Varas do Trabalho, visando à melhoria dos seus índices de produtividade.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 3 de junho de 2020, na 21ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 11,28%, passando de 4.640 para 4.119 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 4.077 processos em 25.05.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 152,38%, percentual significativamente superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 103,74%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 54,22% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 5,68%, passando de 422 dias em 2018 para 398 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Exma. Juíza Titular obteve ótima produção, solucionando na fase de conhecimento 6,07 processos por dia útil trabalhado; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 74 dos 100 pontos possíveis; a Unidade participa do Projeto DAVI da Corregedoria, disponibilizando parte da força de trabalho de um servidor para auxiliar Vara do Trabalho diversa que apresenta taxa de congestionamento elevada.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 2 de junho de 2020, na 16ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 16,25%, passando de 6.845 para 6.250 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2020, passando para 6.039 processos em 25.05.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 152.05%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 100,90%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 44% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 1º de junho de 2020, na 7ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,79%, passando de 6.853 para 5.844 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 118,58%; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 100,75%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 28,57% do ano de 2018 para 2019; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 75 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 17 de março de 2020, na 5ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 12,53%, passando de 713 para 5.872 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 5.767 processos em 08.03.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 150,09%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 120,38%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 30,76% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 16 de março de 2020, na 11ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 6,11%, passando de 158 para 4.843 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 4.738 processos em 08.03.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 155,58%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); do total de processos solucionados neste ano, 51,42% foram por conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 36,17% do ano de 2018 para 2019.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 12 de março de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Pato Branco

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 10,86%, passando de 1.566 para 1.396 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 105,81%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 57,08% foram por conciliação, sendo que até 03.03.2020, este percentual atingiu 60,82%, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação da servidora Elda Chiapetti na pré-conciliação; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 134,07%, patamar significativamente  superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 22% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 21,11%, passando de 161 dias em 2017 para 127 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando pontuação máxima (100 dos 100 pontos possíveis).

 

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados, servidores e estagiários da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 11 de março de 2020, na Vara do Trabalho de Palmas

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 2,56%, passando de 1.562 para 1.522 em 2019 e, até 03.03.2020, para 1.493 processos; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 103,95%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,27%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 52,02% foram por conciliação, e até 03.03.2020, o percentual atingido é de 54,78%, o que demonstra o empenho do Magistrado em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 127,22%, patamar consideravelmente  superior ao estabelecido; em que pese a Unidade não ter cumprido a meta específica de redução do tempo médio de duração do processo na fase de conhecimento, observa-se que referido prazo foi de 173 (cento e setenta e três dias) dias no ano de 2019, o que representa um excelente prazo, merecedor de reconhecimento; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 85 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram melhoria dos indicadores, os magistrados, servidores e estagiários da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados. 

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 10 de março de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Francisco Beltrão

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,45%, passando de 1624 para 1.503 em 2019; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 109,22%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 58,25% foram por conciliação, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação dos servidores Roberto Luiz Borghetti e Maurício Mombelli na pré-conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 25% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 11%, passando de 100 dias em 2017 para 89 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 94 dos 100 pontos possíveis; a Unidade contribui com a entidade Mão Amiga, que visa atender às pessoas em tratamento de câncer. Também realiza a Campanha do Natal Solidário para os terceirizados, além de participar de todas as campanhas sobre Responsabilidade Socioambiental desenvolvidas pelo Tribunal.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados, servidores e estagiários da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 9 de março de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Francisco Beltrão

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 7,91%, passando de 149 para 1.979 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 111,94%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados no ano de 2019, 62,07% foram por conciliação, e até 03.03.2020, este percentual era de 59,80%, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios. Cumpre destacar a atuação dos servidores Luiz Carlos Thomazi e Airton José Cecchin na pré-conciliação; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná, reduziu em 72,72% do ano de 2018 para 2019; em que pese a Unidade não ter cumprido a meta específica de redução do tempo médio de duração do processo na fase de conhecimento, observa-se que referido prazo foi de apenas 105 (cento e cinco) dias no ano 2019, o que representa um excelente prazo, merecedor de reconhecimento; a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 85 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados, servidores e estagiários da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, pois resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 6 de março de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Pato Branco

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 16,64%, passando de 611 para 1.343 em 2019 e reduziu em quantidade absoluta e relativa ainda mais em 2019, passando para 1.317 processos em 27.02.2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 130,47%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 50,20% foram por conciliação; o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 127,73%, patamar significativamente  superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná, reduziu em 84% do ano de 2018 para 2019; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 8,41%, passando de 202 dias em 2017 para 185 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 97 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, as quais demostram significativa melhoria dos indicadores, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, pois resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 5 de março de 2020, na Vara do Trabalho de Dois Vizinhos

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 107,79%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 55,70% foram por conciliação; o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 104,39%; o prazo médio de tramitação de processos na fase de conhecimento reduziu em 15%, passando de 180 dias em 2017 para 153 dias em 2019 (Meta do CNJ específica para a Justiça do Trabalho de 1º grau); a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 79 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram melhoria dos indicadores, os magistrados, servidores e estagiários da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 4 de março de 2020, na Vara do Trabalho de Laranjeiras do Sul

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 108,97%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 109,42%, superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); do total de processos solucionados em 2019, 52,24% foram por conciliação. Em 2020, até 27.02 este índice atingiu 70,83%, o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 121,15%, patamar consideravelmente superior ao estabelecido; a Unidade julgou todos os processos dos maiores litigantes que estavam tramitando na unidade em 2019; que, em que pese a Unidade não ter cumprido a meta específica de redução do tempo médio de duração do processo na fase de conhecimento, observa-se que referido prazo foi de apenas 90 (noventa) dias no ano 2019, o que representa um excelente prazo, digno de elogios; e a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 98 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, que demostram significativa melhoria dos indicadores, o magistrado e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, pois resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 2 de março de 2020, na 10ª Vara do Trabalho de Curitiba

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 4,06%, passando de 7.701 para 7.388 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 163,93%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (122,88%); a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná reduziu em 27,70 do ano de 2018 para 2019; e que a Juíza Titular e a Juíza Substituta obtiveram ótima produção, solucionando na fase de conhecimento, respectivamente, 6 e 5,62 processos por dia útil trabalhado no Regional.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 14 de fevereiro de 2020, na 1ª Vara do Trabalho de Guarapuava

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 5,05%, passando de 2.258 para 2.144 em 2019; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 106,26%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 100,60%; a Meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 167,60%, patamar significativamente  superior ao estabelecido; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná, reduziu em 34,88% do ano de 2018 para 2019; e que a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 72 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 13 de fevereiro de 2020, na 2ª Vara do Trabalho de Guarapuava

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 105,07%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no 108,70%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); a meta 5 do CNJ (impulsionar processos a execução) foi atingida no percentual de 101,39%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná, reduziu em 35,29% do ano de 2018 para 2019; e que a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 80 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, os magistrados e servidores da Unidade merecem elogios pelo empenho demonstrado, que resultou em uma prestação jurisdicional célere e eficaz aos jurisdicionados.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 12 de fevereiro de 2020, na Vara do Trabalho de União da Vitória

A Corregedora Regional registrou que: a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no percentual de 108,70%; a quantidade de processos dos maiores litigantes na Justiça do Trabalho do Paraná, reduziu em 52,63% do ano de 2018 para 2019; do total de processos solucionados em 2019, 57,05% foram por conciliação o que demonstra o empenho da Magistrada em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; e que a Juíza Titular obteve ótima produção no Regional, solucionando na fase de conhecimento, 5,82 processos por dia útil trabalhado.

Diante das constatações acima, A Corregedora Regional registrou os elogios à Magistrada e servidores da Unidade.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.


- dia 11 de fevereiro de 2020, na Vara do Trabalho de Irati

A Corregedora Regional registrou que: o quantitativo de processos pendentes de finalização em 2018 reduziu em 15,68%, passando de 2.748 em 2019 para 2.317 em 2020; a Meta 1 do CNJ (julgar mais processos que os distribuídos) foi atingida em 104,36%; a Meta 2 do CNJ (julgar processos mais antigos) foi atingida no 110,57%, percentual superior ao do primeiro grau do TRT (104,14%); o total de processos solucionados, 62% foram por conciliação; o que demonstra o empenho dos Magistrados em priorizar a solução dos conflitos pela importante via conciliatória, o que é digno de elogios; e que a Unidade foi contemplada com o Selo de Excelência da Corregedoria, alcançando 79 dos 100 pontos possíveis.

Diante das constatações acima, A Corregedora Regional registrou os elogios aos Magistrados e servidores da Unidade.

Clique aqui para acessar a foto da Correição.