Aguarde...
Tribunal Regional do Trabalho - 9ªRegião

Tribunal Regional do Trabalho 9ª Região

Página gerada em: 20/06/2024 23:34:56

TRT-PR destina multa trabalhista para socorrer a população atingida pelas tempestades no RS

Notícia publicada em 20/05/2024

Imagem área mostra parte da cidade de Porto Alegre com ruas alagadas e a copa de árvores e o telhado de construção acima da linha dágua.
Foto: Gustavo Mansur / Secom RS

O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (TRT do Paraná) destinou R$ 352 mil para a reconstrução do Rio Grande do Sul. Os valores são provenientes de multas de uma ação civil pública que tramita em segredo de justiça na 9ª Vara do Trabalho de Curitiba. A destinação atende a uma requisição do Ministério Público do Trabalho da 9ª Região (MPT do Paraná). A decisão é do último dia 9, quinta-feira. O valor está à disposição das autoridades gaúchas desde segunda-feira, dia 13.

Este foi um dos primeiros casos em todos os ramos do Poder Judiciário paranaense em que foram transferidos valores processuais decorrentes de multas para as vítimas das tempestades, o que atende a recomendação nº 150/2024 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), publicada para atender esta situação emergencial específica.

Inicialmente o valor das multas judiciais seria destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), como já ocorre de forma regular. No entanto, diante da emergência que atingiu o Rio Grande do Sul, o Ministério Público do Trabalho no Paraná se manifestou a tempo, para que os créditos da ação civil pública fossem enviados para o Fundo para a Reconstituição de Bens Lesados do Rio Grande do Sul (FRBL-RS).

O FRBL-RS é vinculado ao Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) e destina-se a ressarcir a coletividade por danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, à economia popular, a bens e direitos de valor artístico, histórico, estético, turístico e paisagístico, à ordem urbanística, à ordem econômica, ao patrimônio público, à honra e à dignidade de grupos raciais, étnicos ou religiosos, ou a qualquer outro interesse difuso ou coletivo.

Para o presidente do TRT-PR, desembargador Célio Horst Waldraff, a situação no Rio Grande do Sul é extraordinária e demanda soluções neste mesmo sentido, como a que foi aplicada na ação civil pública. “Ao contrário de algumas notícias falsas que exploram a tragédia gaúcha, o Poder Público como um todo tem agido no sentido de socorrer aquela população. Aqui no TRT do Paraná não é diferente. Nós temos a consciência de que a vida de milhares de brasileiros corre perigo e nos solidarizamos ativamente, seja pela destinação de multas provenientes de processos trabalhistas, seja autorizando o trabalho voluntário de magistrados e servidores junto à Defesa Civil no Paraná. É preciso que se diga que é o Estado quem tem a capacidade, a competência e a legitimidade para organizar a boa-vontade de todos que querem socorrer o Rio Grande do Sul”, finalizou.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça, o Poder Judiciário Brasileiro já liberou mais de R$ 60 milhões para socorrer o Rio Grande do Sul. Saiba mais aqui.

Prédios do TRT-PR recebem doações para as vítimas da chuva no Rio Grande do Sul

O TRT-PR está recebendo doações de água mineral, alimentos não perecíveis, ração para animais, itens de higiene pessoal e de limpeza desde o início do mês. Os itens serão destinados à Defesa Civil do Paraná para ser encaminhado às pessoas no Rio Grande do Sul, atingidas pelas fortes tempestades.

As doações podem ser feitas nas entradas dos prédios do TRT-PR em Curitiba, onde estão dispostas caixas para recolhimento do material. Além da Capital do Paraná, os Fóruns Trabalhistas de Foz do Iguaçu, de Francisco Beltrão, de Maringá e o de São José dos Pinhais também já estão arrecadando itens. Além disso, servidores apoiam de forma voluntária a organização, separação de itens e o carregamento de donativo na Central Logística da Defesa Civil, no bairro Cajuru em Curitiba-PR.

Também é possível fazer doações em dinheiro por meio de PIX. Neste caso, a contribuição será diretamente para o Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul, que realiza ação social permanente em parceria com a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (Amatra IV) e com o Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do MPU no RS (Sintrajufe/RS).

 

Pix da AmatraIV:

Chave Pix: convenios@amatra4.org.br

Banco Sicredi – 748

Agência: 0106

Conta Corrente 06711-3

CNPJ 89.514.111/0001-20

Texto: Pedro Macambira Filho / Ascom TRT-PR