Aguarde...
Tribunal Regional do Trabalho - 9ªRegião

Tribunal Regional do Trabalho 9ª Região

Página gerada em: 17/07/2019 13:42:54

Palestras, depoimentos e apresentação de cases encerram o Seminário de Segurança e Saúde no Trabalho

Notícia publicada em 14/05/2019

Três painelistas e um mediador discutem o
teletrabalho no início das atividades do
período da tarde

Na terceira e última parte do Seminário Internacional de Segurança e Saúde no Trabalho, realizado nos dias 9 e 10 de maio, os participantes puderam assistir a três painéis de debates, que abordaram temas como teletrabalho, tecnologia e sustentabilidade. O evento, que já está na terceira edição, aconteceu em Curitiba e foi organizado pelo TRT do Paraná, em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi),  a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep)Instituto Superior de Administração e Economia - ISAE/FGV e Instituto Mundo do Trabalho (IMT).

Teletrabalho

Com o objetivo de trazer novas perspectivas sobre o trabalho sustentável, o primeiro painel discutiu o teletrabalho. Sob a mediação do advogado Alessandro Zenni, três convidados apresentaram suas ideias.

Célio Pereira Oliveira Neto, presidente do Instituto Mundo do Trabalho, foi o primeiro a falar, oferecendo dados históricos sobre a evolução das relações de trabalho para demonstrar a conveniência do teletrabalho no contexto atual. O palestrante também relacionou a implantação do sistema ao cumprimento de uma série de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da Organização das Nações Unidas, como "assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades" (ODS 3) e "aumentar o uso de tecnologias de base, em particular as tecnologias de informação e comunicação, para promover o empoderamento das mulheres" (ODS 5.b).

Em seguida, o presidente da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividade, Cleo Carneiro, apresentou ao público um vídeo com o depoimento do próprio neto, um servidor público do Poder Judiciário que atua pelo regime há aproximadamente um ano. A partir da experiência positiva relatada, o palestrante expôs dados sobre o tempo médio economizado com deslocamento diário e sobre o aumento da produtividade de trabalhadores em teletrabalho.

Juiz Marcus Aurelio Lopes faz a mediação do
debate sobre o novo mercado de trabalho

A demonstração de um case de sucesso sobre a implementação do sistema de teletrabalho em uma indústria de pneus completou o primeiro painel de debates. Na oportunidade, o diretor de Recursos Humanos da Pirelli para a América, Giusepe Giorgi, falou sobre os desafios enfrentados durante a migração para o novo formato de cumprimento de jornada e sobre os impactos positivos que a mudança tem trazido, tanto para os colaboradores, quanto para a empresa.

O novo mercado de trabalho

As mutações do trabalho humano foram o ponto central do segundo painel de discussões, mediado pelo juiz Marcus Aurelio Lopes, gestor regional do Programa Trabalho Seguro. Nesta etapa, participaram, proferindo palestras, o pesquisador Duarte Abrunhosa e Sousa, do Centro de Investigação Jurídico-Económica da Universidade do Porto (por videoconferência), e a psicóloga Lis Soboll.

Durante sua explanação, Duarte Abrunhosa e Sousa afirmou que o medo de que novas tecnologias possam provocar o desaparecimento massivo de postos de trabalho é infundado e ressaltou que a robótica e a inteligência artificial devem ser encaradas como oportunidades para aumentar o tempo de lazer e acabar com atividades profissionais nocivas.

Lis Soboll falou em seguida, chamando a atenção dos participantes para as mudanças pelas quais vem passando o mundo do trabalho e para os impactos que a nova realidade pode ter na saúde mental dos profissionais.

Procurador Gláucio Araújo de Oliveira fala sobre a
atuação do MPT
durante a última etapa do evento

Sustentabilidade

Encerrando o evento, o painel "Em busca do Trabalho Sustentável" contou com palestras do procurador Gláucio Araújo de Oliveira (MPT-PR) e da juíza Thereza Nahas (TRT2). Ao introduzir as participações dos painelistas, o advogado André Gonçalves Zipperer, mediador, falou sobre o trabalho em tempos de plataformas digitais.

Gláucio Araújo de Oliveira expôs, na oportunidade, sua preocupação com a atuação do Ministério Público do Trabalho em situações que envolvem grandes acidentes de trabalho. Para o procurador, é necessário intensificar o trabalho preventivo da instituição nestes casos.

Na conclusão do evento, a palestra da juíza Thereza Nahas abordou os três desafios para o mundo do trabalho, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT): investir na capacidade das pessoas, investir no trabalho decente e na sustentabilidade e investir nas instituições do trabalho.

Veja outras fotos do evento AQUI.


Assessoria de Comunicação do TRT-PR
Fotos: Carlos Alexandre

(41) 3310-7313
ascom@trt9.jus.br