Aguarde...
Tribunal Regional do Trabalho - 9ªRegião

Tribunal Regional do Trabalho 9ª Região

Página gerada em: 28/09/2020 21:05:29

Dia da Criança e do Adolescente na Justiça do Trabalho

Notícia publicada em 19/12/2019

Filhos de magistrados, servidores, terceirizados e estagiários do TRT-PR visitaram o edifício sede do Tribunal, em Curitiba, fazendo um tour pelas dependências da instituição, incluindo o Plenário Pedro Ribeiro Tavares, onde ocorrem as sessões do Pleno e os eventos institucionais.

Também participaram de oficinas e gincanas sobre sustentabilidade, ouviram histórias de uma conhecida bruxinha de Curitiba e fizeram parte de uma audiência simulada. Representando a Comissão de Responsabilidade Socioambiental, a juíza Ana Maria São João Moura destacou a função social que a administração pública tem ao apresentar essas temáticas a crianças e adolescentes.

A magistrada declarou que o trabalho com reciclagem e sustentabilidade, bem como a explicação sobre as atividades realizadas no tribunal, são formas de conscientizar os jovens para que se tornem cidadãos melhores. Os menores de 7 anos de idade se divertiram com a contação de histórias da Bruxa Cidinha, habitante da Casa Encantada do Bosque do Alemão.

A bruxa, interpretada por Eloiza Esmanhotto, contou com a participação do público para criar uma história mágica que falava sobre diversidade e sustentabilidade. No final, os pequenos fizeram um desenho representando a história.

O desenho foi usado na construção de um estojo para giz de cera, confeccionado pelas próprias crianças com material reciclado. Na faixa etária entre 8 e 12 anos, as crianças participaram de uma gincana de sustentabilidade.

A classificação e separação dos diferentes tipos de descartes recicláveis e a importância da energia renovável foram alguns dos temas abordados em competições, como jogo da memória e corrida de barquinhos de papel.

A experiência de participar de forma atuante em uma audiência simulada foi a atividade oferecida aos adolescentes que vieram ao Tribunal.

Assumindo os papéis de juiz, advogados, testemunhas, réu e reclamante, jovens de 13 a 18 anos de idade vivenciaram uma audiência trabalhista. Além da Juíza Sandra Mara Flügel Assad, a sessão contou com a participação da juíza Ana Maria São João Moura e da juíza Sandra Mara de Oliveira Dias.

Entre crianças e adolescentes, 41 jovens participaram das atividades.