Seu navegador não possui suporte a JavaScript Pesquisa Notícias  [591 acordos na Semana Nacional da Conciliação Trabalhista]
Consulta numeração CNJ
TRT
Pesquisa Notícias

TRT-PR promove 591 acordos na Semana Nacional da Conciliação Trabalhista

Acordos beneficiam empregadores e empregados

Entre os dias 22 e 26 de maio, 68 unidades judiciárias do TRT-PR, em todo o estado, participaram da III Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, realizando, no total, 1.418 audiências. A Semana, realizada nos 24 tribunais da Justiça do Trabalho de todo o Brasil, é uma iniciativa do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), e tem como objetivo solucionar processos judiciais por meio da composição amigável.

Segundo dados divulgados pelo Núcleo de Conciliação do TRT-PR, durante esta edição da Semana da Conciliação foram homologados no Regional paranaense 591 acordos, que representaram um montante de R$ 13 milhões em créditos pagos. Foram atendidas nos cinco dias de campanha cerca de 3,7 mil pessoas.

Exemplos de sucesso não faltaram na Nona Região. Em uma audiência conduzida pela juíza Juliana Penteado de Carvalho Bernardi, realizada na 2ª Vara do Trabalho de Araucária, um acordo no valor de R$ 1,85 milhão deu fim a sete processos trabalhistas de uma única vez. No Projeto Horizontes, a semana possibilitou a solução de 32 acordos em processos que estavam no arquivo provisório. O total dos valores negociados no Horizontes alcançou a cifra de R$ 125 mil.

Na Vara do Trabalho de Telêmaco Borba, o percentual de êxitos em acordos nos processos em que as partes estiveram presentes chegou a 87%. O juiz Paulo Possebom de Freitas conduziu as audiências, e de acordo com Wesley Leal, conciliador da Vara do Trabalho, um dos casos mais emblemáticos foi a conciliação feita em um processo que estava tramitando há quase 20 anos naquela unidade. O valor médio de acordos em cada processo conciliado foi de R$ 25.436,06, e o volume total apurado durante a Semana Nacional superou os R$ 2,1 milhões.

Audiências foram realizadas em 68 unidades
judiciárias do TRT-PR em todo o estado

Na avaliação do juiz titular da 3ª Vara do Trabalho de Foz do Iguaçu, Sandro Augusto de Souza, "quem realiza acordos sempre sai beneficiado". Ele ressalta que, para os devedores, deve ser contabilizado como algo positivo aquilo que se deixa de pagar. "É vantajoso para a empresa que quita o processo por um valor menor e, também, para o exequente, que recebe um valor que às vezes nem esperava mais", avalia.

A opinião do magistrado é a mesma compartilhada pelo advogado André Luiz A. Pinto, que participou de audiência de acordo durante a Semana da Conciliação no TRT-PR. "Embora abra-se mão de parte da execução, ainda assim se recebe alguma parcela destes valores, então alcança-se um bom nível de satisfação", concluiu.

Foi o que aconteceu com o coordenador de financiamentos Ricardo Pereira. Em audiência realizada no Juízo Auxiliar de Conciliação, em pouco mais de 20 minutos o acordo foi assinado, acabando com uma angústia de nove anos. "Fiz uma boa negociação, depois de um longo tempo de espera por uma solução. Com o término do processo fico mais tranquilo. Pretendo agora investir o dinheiro em um negócio familiar e aproveitar este novo recomeço profissional", comemorou o trabalhador.


Notícia publicada em 31/05/2017
Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7309
ascom@trt9.jus.br

jboss89

Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região - ouvidoria@trt9.jus.br
Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 528, Centro - Telefone (41) 3310-7000 - CEP 80430-180 - Curitiba-PR
Horário de atendimento ao público: das 11h às 17h